26
dez 2013
Postado por: 0 Comentário

O herpes é um dos problemas de pele causado por vírus e, justamente por isso, no momento de atividade da doença é altamente contagioso.

Basicamente existem dois tipos de herpes – o herpes simples tipo 1 e 2 e o herpes zoster. No primeiro caso, ou seja, o do tipo 1 e 2, a doença apresenta as mesmas características e o único diferencial é a área do corpo que atinge. No caso do herpes tipo 1, ele aparece principalmente na boca, mas pode também se localizar em qualquer outra região. Já no caso do herpes tipo 2 ele atinge somente a área genital, tanto podendo aparecer no homem, quanto na mulher.

É importante destacar que em se tratando de herpes tipo 1 e 2, a lesão configura-se como um grupo de vesículas – bolhinhas -, com uma base avermelhada, que provoca ardor e dor. Na fase final do surto surge uma casquinha, parecendo um machucado.

Outro fato que deve ser mencionado nesse tipo de herpes é que, normalmente, ele é precedido por uma estomatite – tipo 1 – ou vulvite – tipo 2, causando muito mal estar e apresentando um quadro doloroso para a pessoa.

Convém lembrar que com relação ao herpes tipo 1 e 2, o primeiro contato da pessoa com o vírus provoca uma grande inflamação.

O mesmo pode acontecer no caso do herpes tipo 2 que, na sua primeira manifestação, pode causar uma grande inflamação tanto no homem (região perianal ou glande), como na mulher (grandes lábios, vulva ou região da vagina).

Outra característica desse tipo de herpes é que, após a primeira vez, ele pode voltar a se manifestar, principalmente se a pessoa estiver com baixa resistência.

Contudo, o alento para as pessoas que venham a contrair o herpes simples – é que, ao surgir e por se tratar de um vírus, ele terá um tempo de permanência no organismo e mesmo, se a pessoa não fizer nenhum tratamento, no período de 7 a 10 dias, no máximo, já estará curada, sem nenhuma seqüela do surto.

Herpes Zoster: a grande preocupação

O herpes zoster é o popular cobreiro causado pelo mesmo vírus responsável pela catapora (varicela). Os adultos que já tiveram catapora e foram contaminados pelo vírus varicela zoster poderão apresentar o quadro do herpes zoster.

Trata-se de uma doença de pele caracterizada por vesículas que acometem o trajeto de um nervo, atingindo grande extensão, com vermelhidão em sua base. Esse tipo de herpes causa muita dor e é mais intenso que o outro.

A grande preocupação com relação ao seu aparecimento é que o herpes zoster pode ser o primeiro sinal de doenças mais graves como: câncer, AIDS e diabetes.

Quando a pessoa é acometida por um herpes zoster, cabe ao médico investigar profundamente o caso para checar se não se trata de uma doença mais grave. O único consolo com relação a esse tipo de doença é que ela não apresenta reincidência, e só ocorre uma vez.